Nos bastidores com Paddock Cat

PUMA Paddock Cat nos mantém informados sobre a Fórmula 1, com blogs diários anônimos às sextas, sábados e domingos de todos os fins de semana do Grande Prêmio da Fórmula 1 para proporcionar ao público da PUMA uma visão dentro do paddock!

Grande Prêmio do Brasil 2012

  • São Paulo, BR
  • de 23 a 25 de novembro de 2012

25 de novembro de 2012

  • Paddock Cat apresenta um final realmente incrível de uma temporada realmente excepcional

    Sebastian Vettel é o campeão mundial de 2012! A sexta colocação na última corrida da temporada, em Interlagos, foi suficiente para garantir sua liderança de três pontos sobre Fernando Alonso, que terminou a corrida na segunda colocação.

    Os dois pilotos fizeram ótimas temporadas, mas foi Seb quem se sobressaiu na última prova. Tudo isso apesar do fato de ter ido para o fim do pelotão logo na primeira volta, após ser atingido por Bruno Senna na curva 4. Sua recuperação foi impressionante, digna de alguém que já foi várias vezes campeão do mundo.

    Após a corrida, todos da Red Bull Racing vestiram camisetas com os dizeres "V3TTEL: Three-time world champion" (Tricampeão mundial) e o champanhe rolou na área de hospitalidade. O chefe da equipe, Christian Horner, caminhou pelo box dando um de seus intensos abraços de urso nos membros da equipe, e até o chefe comercial da F1, Bernie Ecclestone, juntou-se à comemoração.

    A camiseta do campeonato de Vettel não foi a única camiseta comemorativa no local. Os funcionários da McLaren vestiram suas camisetas vermelhas, em referência à magnífica vitória de Jenson Button, enquanto os mecânicos da Mercedes vestiam camisetas com os dizeres "Obrigado, Michael" na frente e as estatísticas de sua incrível carreira de 21 anos nas costas. Com a fraternidade da F1 planejando mais algumas comemorações com bebidas mais tarde, não tenha dúvidas de que as roupas ficarão mais escandalosas no decorrer da noite!

    Em todos os outros lugares do paddock da F1 havia diversas celebridades vagando após a corrida. O astro de "Penetras Bons de Bico", Owen Wilson, era um dos convidados da Ferrari, e o lendário jogador de futebol Ronaldo era convidado da Williams F1. Além deles, havia mais campeões mundiais do que você consegue contar nos dedos. Niki Lauda, Nelson Piquet, Emerson Fittipaldi, Damon Hill, Michael Schumacher, Kimi Raikkonen, Fernando Alonso, Seb Vettel, Jenson Button e Lewis Hamilton é uma das listas mais impressionantes que você poderia encontrar. Entre eles, 24 títulos mundiais foram ganhos!

    Assim, uma das temporadas mais imprevisíveis da história da F1 chega ao fim. Foram oito vencedores diferentes, e o tricampeão mundial mais jovem da história do esporte foi coroado no fim do ano. Seb conquistou seu título mais recente ainda com a idade de 25 anos e 145 dias, e isso também fez dele um dos únicos três pilotos a conquistarem três títulos mundiais consecutivos (junto com Juan Manuel Fangio e Michael Schumacher).

    Obrigado por acompanhar o Paddock Cat este ano, foi um imenso prazer! Nos vemos em Melbourne!
     

24 de novembro de 2012

  • Paddock Cat está nos bastidores do Grande Prêmio no Brasil – A calma antes da tempestade

    Cada um busca inspiração em algo diferente, e Fernando Alonso arrancou aplausos hoje no box da Ferrari ao colocar uma foto de Enzo Ferrari em uma caixa de ferramentas junto ao seu F2012. O fundador da escuderia ainda é muito reverenciado nos corredores de Maranello e ele teria, sem dúvida alguma, adorado a atitude de Alonso de nunca desistir durante o campeonato deste ano.

    Dito isso, Enzo provavelmente não hesitaria em dizer a Fernando (como o fez a todos os seus pilotos): "Meus carros vencem as corridas, meus pilotos que as perdem". Fernando poderia ter uma coisinha ou duas para dizer sobre isso após seu desempenho este ano, mas o Commendatore sempre tinha a última palavra.

    E foi um início competitivo para a Ferrari no calor escaldante de Interlagos hoje, com Felipe Massa parecendo o piloto mais competitivo durante toda a corrida. A natureza acidentada do circuito parece ser boa para o F2012, e seus pneus parecem se dar melhor com a pista abrasiva do que alguns outros carros.

    Enquanto isso, Vettel parecia feliz com seu dia de trabalho. Ele terminou a segunda sessão em segundo, mas é apenas amanhã, no treino classificatório, que os competidores mostrarão toda sua capacidade. É realmente um panorama animador, principalmente se a previsão de chuva se provar verdadeira.

    Em todo o resto do paddock, o dia foi de anúncios sobre o próximo ano. Esteban Gutierrez foi confirmado como companheiro de equipe de Nico Hulkenberg na Sauber e Charles Pic foi confirmado como um dos pilotos da Caterham. Isso deixa Kamui Kobayashi sem equipe, restando apenas a Force India como opção viável para o arrojado piloto japonês.

    A Mercedes AMG Petronas deu início à despedida de Michael Schumacher de forma positiva. Seus dois carros ficaram entre os sete primeiros na segunda sessão após testarem peças em desenvolvimento para 2013, no que foi, extraoficialmente, a última sessão de testes do ano.

    Apesar de sexta-feira ter sido o dia mais agitado do fim de semana da Mercedes, os membros da equipe deram um tempo para presentear o chefe da equipe, Ross Brawn, com um bolo de aniversário. Ele completou 58 anos hoje. Parabéns! (e será que poderíamos ganhar um pedacinho de bolo?)
     

23 de novembro de 2012

  • Paddock Cat traz o melhor do final da temporada em Interlagos.

    Chegou a hora! O campeão será anunciado. Quem será o tricampeão mundial mais jovem da história: Fernando Alonso ou Sebastian Vettel?

    E se regularidade tem algo a ver com isso, Vettel leva a melhor em Interlagos. Ele já começa o fim de semana com 13 pontos de vantagem, além de ter subido no pódio nas últimas seis corridas, vencendo quatro delas. Se ele subir no pódio aqui, o título será seu, independentemente da posição em que Alonso terminar a corrida.

    Mas o espanhol não desistirá. Sua Ferrari não é tão veloz quanto o carro da Red Bull, mas ele recusa-se a deixar que um detalhe desses interfira em sua busca pelo título. Durante este ano, por várias vezes ele exigiu o máximo desempenho de seu F2012, e isso bastou para mantê-lo na disputa pelo título. Ele também possui um bom registro em Interlagos, afinal, seus dois títulos mundiais foram conquistados no circuito em 2005 e 2006. Além disso, a chuva prevista para sábado pode transformar a última corrida da temporada no tipo de loteria em que Alonso se dá bem.

    Os outros competidores pareciam relaxados quando chegaram ao autódromo, na quinta-feira de manhã. Seb viajou direto para o Brasil após o Grande Prêmio dos Estados Unidos, na última semana, enquanto Fernando viajou para Nova York para fechar o pregão da Bolsa de Valores de Nova York, em Wall Street, para seu patrocinador, o Santander. Mas ao invés de encarar esse compromisso com o patrocinador como uma obrigação, ele acabou se mostrando admirado com a Bolsa de Valores.

    "É um local incrível", disse. "Foi uma sensação fantástica fechar o pregão na terça-feira diante de 300 milhões de telespectadores em todo o mundo. Foi bastante divertido".

    Quando Fernando finalmente voltou à pista, encontrou em sua sala mensagens de boa sorte de vários diferentes clubes da Ferrari ao redor do mundo. "É muito bom ter o suporte de todos", afirmou. "A Ferrari é uma grande família."

    Vettel e Alonso estiveram na conferência pré-corrida na quinta-feira, mas em vez de sentarem próximos um ao outro, tiveram Michael Schumacher no meio, separando-os. Talvez o plano fosse mantê-los separados para evitar qualquer tipo de rixa entre eles, mas isso provavelmente nunca aconteceria, eles possuem muito autocontrole para evitar que suas emoções sejam demonstradas.

    Não que isso tenha feito alguma diferença para a mídia. Praticamente todas as perguntas foram direcionadas a Fernando e Sebastian, apesar do fato de ser a última corrida da carreira de Schumacher e de os outros pilotos presentes serem o campeão da última corrida, Lewis Hamilton, e os heróis locais, Felipe Massa e Bruno Senna.

    Logo chegará a hora de acabar com a conversa. E que vença o melhor!

    Ah, e se alguém estava procurando por Kimi Raikkonen hoje no autódromo, teve um trabalhão para encontra-lo. Ele disse à Lotus que só chegaria a Interlagos amanhã. Porque ele pode.